TST mantém decisão em favor dos jornalistas dos Correios e exclui jornada aos sábados

Por Adriana Franco - Sindicato dos Jornalistas de SP

A decisão em terceira instância do Tribunal Superior do Trabalho (TST) confirmou a jornada de segunda a sexta aos jornalistas dos Correios que sofreram retaliação e passaram a ter que cumprir jornada aos sábados. A retaliação se deu após vitória judicial que garantiu a redução da jornada sem redução dos salários em cumprimento à legislação que prevê a jornada especial da categoria.

Por cerca de quatro meses, as jornalistas trabalharam aos sábados sem recebimento de horas extras.

Em 2015, o Sindicato dos Jornalistas já havia garantido tutela antecipada aos profissionais, que voltaram a cumprir jornada de segunda a sexta. Agora, o julgamento no TST ratificou a decisão das instâncias anteriores.

A justiça entendeu que, como a jornada era tradicionalmente praticada de segunda a sexta e não havia trabalho aos sábados, a extensão da jornada foi uma mera retaliação que não podia ser aceita.