Na Campanha Salarial de Rádio e TV, sindicatos protestam por reajuste salarial pela inflação e pagamento da PLR

Por Adriana Franco - Sindicato dos Jornalistas de São Paulo

Na Record, Sindicato dos Jornalistas e dos Radialistas protestam pela reposição da inflação (5,2%) nos salários desde 1º de dezembroNa Record, Sindicato dos Jornalistas e dos Radialistas protestam pela reposição da inflação (5,2%) nos salários desde 1º de dezembro

Em ato pela campanha salarial de rádio e TV, o Sindicato dos Jornalistas de SP e o Sindicato dos Radialistas protestaram em frente às emissoras da Band, RedeTV! e Record na manhã desta terça-feira (2). A manifestação, em favor do reajuste dos salários pela inflação (5,2%) retroativo à data-base (1º de dezembro) e pelo pagamento da multa da PLR ou abono, antecede a negociação com as empresas, marcada para esta quarta-feira (3).

Na quinta rodada, os patrões não avançaram na proposta e mantém o apresentado em 13 de janeiro: reajuste salarial de 2% no mês seguinte ao fechamento do acordo sem pagamento da multa da PLR ou abono.

Nas ações da campanha, a categoria vestiu preto em 18 de fevereiro sinalizando a insatisfação com a proposta patronal.

Veja as fotos da manifestação.