Jornalistas rejeitam proposta patronal e votam indicativo de paralisação

Por Redação SJSP - Ilustração: LAERTE/ilustração sindical

Em assembleia virtual realizada nesta sexta-feira, 22,  cerca de 150 jornalistas aprovaram um indicativo de paralisação como resposta à intransigência das empresas de jornais e revistas da capital. 

Na última mesa de negociação entre o Sindicato dos Jornalistas e os patrões,  que aconteceu na quinta-feira (21), as empresas apresentaram uma proposta de reajuste de 5% para salários até R$ 10 mil; quem recebe vencimentos acima desse valor contaria com um reajuste fixo de R$ 500. 

A cláusula de multa da PLR foi recolocada à Convenção Coletiva, reflexo direto da pressão exercida pela categoria nessas últimas semanas, com assembleias cheias e participativas, ações nas redes sociais e outras mobilizações. 

Na assembleia, o conjunto de jornalistas decidiu enviar uma contraproposta aos patrões, visando chegar ao reajuste pela inflação a partir de um escalonamento:
- Reajuste de 5% nas cláusulas econômicas, a partir de 1º de junho de 2021
- Reajuste de 3,72% nas cláusulas econômicas, a partir de 1º de novembro de 2021
- Manutenção da multa da PLR, com reajuste de 8,9% referente à inflação

Além disso, uma proposta para um indicativo de paralisação foi aprovado de maneira unânime. Para a próxima semana, o planejamento é realizar reuniões por redação, para que a categoria possa debater as possibilidades de mobilização em cada ambiente de trabalho. 

Uma nova mesa de negociação está programada para a próxima quinta-feira, 28 de outubro. Desta maneira, uma assembleia de jornalistas já está marcada para sexta-feira, 29 de outubro. 

Com a inflação em descontrole e com a piora nas condições de vida da categoria, as e os jornalistas têm interesse em fechar o quanto antes esta campanha salarial. Mas, para isso, exige que as empresas façam a devida reposição dos salários pela inflação. Contra o arrocho, por nossos direitos, participe das mobilizações e faça parte desta luta!

 

O SJSP precisa de você! 

Para que o Sindicato dos Jornalistas de SP continue a desenvolver o seu trabalho em defesa dos interesses da categoria, é fundamental a participação de tod@s na construção e no fortalecimento da entidade. Sindicalize-se! A mensalidade é de 1% do salário (com teto de R$ 60 na capital e de R$ 38 no interior) ou de R$ 60 e R$ 38 fixos (capital e interior) para quem não tem vínculo empregatício. O processo de sindicalização é online. Veja aqui.