Sindicato repudia postura da CBF que impediu exercício profissional de repórter em partida da série B

Por Redação - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) repudia com veemência a atitude dos agentes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na partida da série B, entre Botafogo X Confiança, na última terça-feira, dia 11, que resultou no cerceamento do exercício profissional do repórter fotográfico José Francisco Pimenta. A partida aconteceu no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP).

O profissional de imprensa foi impedido fisicamente de entrar no estádio para exercer seu trabalho, mesmo estando com as devidas credenciais profissionais – a carteira da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e a identificação da Associação dos Repórteres Fotográficos (Arfoc). O SJSP exige que os profissionais de imprensa tenham seu exercício profissional resguardado e garantido com acesso ao gramado, de acordo com regras condizentes e respeitosas.

As regras de atuação aos profissionais de imprensa, impostas pela CFB, não foram dialogadas com a categoria e não condizem com o dia a dia dos profissionais. Entre elas, destaca-se a chegada com trinta minutos de antecedência à partida, posse de uma banqueta individual para que possa trabalhar sentado próximo ao gramado e as credenciais profissionais da Fenaj e da Arfoc.

O SJSP se propõe a encaminhar, juntamente com a Fenaj, medidas para corrigir tais atitudes e assegurar o direito ao exercício profissional dos jornalistas.