Greve no Correio Popular: audiência no TRT15-Campinas é nesta quarta-feira (28)

Salários estão em aberto desde novembro passado e na sexta (23) empresa mais uma vez descumpriu promessa de pagamento

Por Flaviana Serafim - Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

A audiência de conciliação do dissídio de greve na Rede Anhanguera de Comunicação (RAC), de Campinas, será nesta quarta-feira (28), às 15h30, no Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT 15 Campinas – SP). A expectativa é por um acordo para quitação dos débitos e que a sentença seja cumprida efetivamente pela RAC porque, após paralisação realizada em junho de 2017, as categorias conquistaram um acordo no mesmo tribunal, que estabeleceu o pagamento semanal de 25% do salário mensal, mas a rede vem descumprindo a determinação.

Com salários em atraso desde novembro passado e enfrentando atrasos de pagamentos há mais de dois anos, os jornalistas, administrativos e gráficos da RAC, que publica o Correio Popular, cruzaram os braços no último dia 14. Desde então, as categorias seguem em luta unificada, com os trabalhadores e trabalhadoras concentrados na porta da empresa, na Vila Industrial, e realizando assembleias diariamente. Até o momento, a direção da rede não se manifestou sobre a situação, nem apresentou qualquer proposta de negociação.

O último pagamento feito pela empresa foi em 15 de fevereiro, quando a RAC depositou o equivalente a um oitavo do salário de novembro de 2017. Em comunicado enviado aos trabalhadores em 9 de fevereiro, a rede havia se comprometido a pagar na sexta-feira (23) o valor em aberto do salário de novembro, bem como o adiantamento referente a dezembro passado. Contudo, a promessa não foi cumprida e os pagamentos não foram feitos. Em outra mensagem, o grupo de comunicação se limita a pedir “desculpas pelo ocorrido”, alegando que o dinheiro de um empréstimo não havia sido liberado “por questões burocráticas da instituição bancária”.

Além de parte do salário de novembro, dos salários de dezembro, janeiro e do adiantamento de fevereiro, também estão em aberto o 13º de 2017, seis meses de vales refeição e alimentação, e quem sai de férias não está recebendo o adicional de um terço.

Sindicalistas organizaram distribuição alternativa e garantiram a entrega de cestas básicas aos grevistas. Foto: Agildo Nogueira Junior/Regional CampinasSindicalistas organizaram distribuição alternativa e garantiram a entrega de cestas básicas aos grevistas. Foto: Agildo Nogueira Junior/Regional CampinasRAC proíbe que cestas básicas doadas sejam entregues dentro da empresa

Graças à solidariedade da população da Campinas, foram arrecadados 100 kg de alimentos ao fundo de greve, doados à Regional Campinas do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP)

No último dia 21, dirigentes da Regional Campinas do SJSP organizaram a distribuição de cestas básicas aos grevistas, mas a direção da RAC proibiu que a entrega ocorresse nas dependências da empresa, e ainda assediou trabalhadores para que não saíssem de dentro da rede para receberem os alimentos. Diante de mais essa atitude de desrespeito da RAC, os sindicalistas adotaram um plano alternativo e a entrega das cestas básicas foi garantida.

Galinhada solidária 

Na noite desta quarta-feira (28), a partir das 19h, será realizada uma “Galinhada Solidária” em prol dos trabalhadores em greve na RAC. O evento, que também tem atrações musicais, será no Projeto Saberes e Sabores, na Rua Garça nº 43, na Vila Industrial, em Campinas

Os convites custam R$ 25 (bebidas cobradas à parte) e estão à venda na Regional Campinas do SJSP, que fica na Rua Dr. Quirino nº 1319, 9º andar, no centro campineiro. Todo o dinheiro arrecadado vai para o fundo de greve, criado para contribuir com o pagamento de despesas emergenciais dos grevistas. 

Para contribuir com o fundo, é possível doar cestas básicas diretamente na Regional Campinas do Sindicato ou depositar qualquer quantia na seguinte conta: 

Caixa Econômica Federal
Agência 4070
Conta corrente 1143-3
(caso o depósito ou transferência seja entre contas da Caixa, o código da operação é 003)
Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo
CNPJ 62.584.230.0001-00

Alterado em 26/02/2018 às 10h39 para atualização de informações