banner-site-sindicalize-se

Seg, 22 de Maio de 2017 00:00    PDF Imprimir E-mail
Sorocaba: Ministério Público do Trabalhado apura assédio e censura no jornal Cruzeiro do Sul

MPT propõe Termo de Ajustamento de Conduta para coibir assédio, prática antissindical e para proteger os jornalistas de retaliações

argaiv1316


O Ministério Público do Trabalho (MPT) de Sorocaba está apurando o caso de assédio moral e de censura na redação do jornal Cruzeiro do Sul, ocorrido no último 28 de abril durante a cobertura da Greve Geral.

 

Na ocasião, o promotor de Justiça da Vara da Infância e Juventude do município, Antônio Domingues Farto Neto, liderou uma “força-tarefa” e, numa reunião a portas fechadas, agrediu os profissionais de imprensa aos berros com ofensas e ameaças. O intuito foi o de intimidar os jornalistas e manipular a divulgação de informações sobre o dia nacional de paralisação, ocorrido em todo o país para defesa dos direitos trabalhistas.

O caso no centenário jornal sorocabano foi denunciado ao MPT pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) e a audiência ocorreu nesta quinta-feira (18), com a mediação do procurador do Trabalho Juliano Alexandre Ferreira. O ocorrido é a primeira censura escancarada numa redação do interior de São Paulo desde o final da ditadura militar e repercutiu junto ao público leitor.

O promotor disse que, se confirmado com provas, o caso é de assédio moral e também de prática antissindical porque o objetivo de intimidar a redação foi impedir a divulgação de informações sobre atividade sindical.

Para impedir que o fato se repita e para preservar os jornalistas de possíveis retaliações, Ferreira propôs um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), medida que atende à reivindicação dos profissionais. Os representantes da empresa, contudo, não assinaram o TAC e pediram um prazo de 20 dias para análise.

Tanto a Fundação Ubaldino do Amaral (FUA), mantenedora do jornal, quanto o Sindicato podem sugerir alterações no termo e o MPT vai definir o texto final. Caso a FUA não assine o TAC, o Ministério Público do Trabalho prossegue a investigação colhendo provas e testemunhos para apuração.

Fundação vai “apurar internamente” e Sindicato ressalta assédio e censura

Na audiência, os representantes da FUA, Silvana Cristina de Souza e o advogado Paulo Rogério de Almeida, não negaram o ocorrido, mas informaram que a fundação está apurando internamente se houve assédio moral.

Também não negaram que o promotor Farto Neto esteve na redação em 28 de abril e afirmaram que, no mesmo dia, o presidente do Conselho Administrativo da FUA, José Augusto Marinho Mauad, estava em viagem e que o editor-chefe, José Carlos Fineis, estava afastado por doença.

Representando o Sindicato, a diretora da Regional Sorocaba, Fabiana Caramez, e a advogada Maria Catarina Benetti, reafirmaram o assédio e censura sofridos pela redação, relataram os detalhes e entregaram cópia do documento entregue pelos jornalistas à direção da FUA no qual os profissionais reivindicam a apuração e o fim da censura e dos constrangimentos.

Entenda o caso

Farto Neto é membro do Conselho Consultivo da FUA e esteve na redação no dia da Greve Geral acompanhado por outros membros do conselho e, ainda, pelo coronel Antônio Valdir Gonçalves Filho, comandante do Comando de Policiamento do Interior (CPI/7), e pelo atual secretário de Segurança e Defesa Civil da prefeitura de Sorocaba, José Augusto de Barros Pupin.

Segundo apurou a Regional Sorocaba do SJSP, o coronel e o secretário foram ao jornal atendendo ao convite da “força-tarefa” liderada pelo promotor, com o intuito de conceder as entrevistas da “agenda positiva” da Greve Geral. Farto Neto foi quem teria ditado a manchete do Cruzeiro do Sul para o dia 29 de abril, publicada com o título “Paralisação prejudica trabalhador sorocabano”.

Mesmo diante da pressão e do assédio, os jornalistas reagiram unidos e não assinaram o expediente e nem as matérias do jornal na edição de 29 de abril e, em 5 de maio, entregaram documento manifestando repúdio, cobrando apuração e o fim da censura e do assédio.

O Sindicato segue acompanhando o caso e, assim como toda a população sorocabana, aguarda um posicionamento oficial da Fundação sobre o fato.

Escrito por: Flaviana Serafim – Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

 

Expediente

Portal Oficial do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

 

Presidente

Paulo Zocchi

Secretária de Comunicação 

Lílian Parise

 

As matérias assinadas não representam necessariamente a opinião da diretoria.


Editora
: Flaviana Serafim

Designer: Victor Paoluk


Contatos

Tel:(11) 3217-6299

Fax:(11) 3256-7191

e-mail: jornalista@sjsp.org.br

Facebook: http://www.facebook.com/SindicatoJornalistasSP

Twitter: http://twitter.com/JornalistasSP

Entidades parceiras

fenaj_186x44

cut_469x154

fij_140x140

Endereço

Rua Rego Freitas,530 - Sobreloja
Vila Buarque - SP - CEP: 01220-010
Fone: 11 3217 6299

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.

Mantido por Pandora
ankara escort bayan ankara escort ankara escort beylikdüzü escort taksim escort pendik escort kurtköy escort şişli escort mecidiyeköy escort mobil porno kayseri escort rus porno altyazılı porno ankara escort bayan